Histórias e Lendas
História do Rei Wamba

O rei Visigodo Wamba terá sido eleito entre o povo após a morte de Recesvinto em Gertigo (perto de Idanha-a-Velha). Wamba nasceu na Egitânia e por lá possuía terras. Aí foi informado da sua eleição/nomeação e ameaçado de morte caso recusasse.

Disse então que só Deus poderia demovê-lo e que seria rei por essa vontade divina. Para provar essa vontade exclamou:
"se Deus assim o quer, que faça como prova, reverdecer esta vara que vou espetar no chão!"
A vara era de freixo, reverdeceu, criou raízes e ainda por lá está no meio de um olival.



Lenda do Rei Wamba e a Maldição do Ródão

Na margem norte das Portas de Ródão está o Castelo do rei Visigodo da Hispânia, o Rei Wamba, que reinou entre os anos 672 e 680.
Na margem sul era território dos mouros e também um rei mouro vivia num castelo nas proximidades.

A Rainha do Rei Wamba e o Rei Mouro apaixonaram-se e, aproveitando a ausência do Rei em caçadas ou batalhas, namorava com o Rei Mouro, sentados em cadeiras de pedra, cada um do seu lado do Rio Tejo.
Para ir buscar a Rainha cristã, o rei Mouro logrou escavar um túnel que passaria por baixo do Tejo, mas os seus cálculos sairam errados e o túnel saiu na escarpa sul, acima do nível da água.
Terá ainda assim o rei mouro conseguido fugir com a rainha para o seu castelo.

Descobrindo a traição, o rei Wamba disfarçou-se de mendigo e foi ao castelo mouro onde foi reconhecido pela rainha adúltera que fingiu escondê-lo do rei mouro apenas para depois o denunciar.
Como último pedido antes da morte, o rei Wamba pediu para soprar o corno que trazia consigo. Esse era o sinal que os seus filhos e respectivos soldados esperavam para avançarem sobre o castelo mouro.
Conseguiram raptar a rainha de volta e esta foi depois julgada em tribunal familiar. A sentença decidida foi a de que seria atada à mó de um moinho e atirada a rebolar pela escarpa abaixo até ao Tejo.
Mesmo antes da sentença ser executada a rainha terá amaldiçoado as gentes daquela terra nos seguintes termos:
"nesta terra não haverá cavalos de regalo,
nem padres se ordenarão
e putas não faltarão"
Por onde a mó passou com a rainha não cresceu mais mato.

Castelo do Rei Wamba
Castelo do Rei Wamba